Você conhece os Pneus Nexen?

Não? Então invista um pouco do seu tempo para ler esse post. Você pode estar diante de uma excelente oportunidade para equipar o seu carro com um pneu de qualidade internacional.

Sobre a NEXEN TIRE

A Nexen foi fundada na Coreia do Sul em 1942 e atualmente possui três fábricas na Coreia e na China. Com rede global de P&D nos EUA, China e Alemanha, instituto de pesquisa central na Coreia, desenvolve produtos de qualidade diferenciada e excelente desempenho.

Em 2020 foi 1º Classificado na categoria de pneus do “Índice de Competência de Satisfação Global do Cliente (GCSI) 2020”, prêmio conquistado por onze anos consecutivos.

Com a estatura global da NEXEN TIRE de hoje, está presente em mais de 130 países em todo o mundo. Alguns dos maiores fabricantes de veículos do mundo, como Hyundai/Kia, Porsche, Volkswagen, GM, Renault, entre outras, utilizam os pneus Nexen como equipamento original.

Agora que você já conhece os nossos motivos para buscar os pneus Nexen Tire, acesse nosso site e conheça as medidas e modelos disponíveis para você.

Os diferentes tipos de pneus que existem

Há diversos pneus no mercado, contudo, cada um possui uma característica. E como ele é um item de segurança, você deve tomar todos os cuidados para garantir a boa dirigibilidade da sua viagem. Confira os diferentes tipos de pneus!

Como é a estrutura dos pneus?

Bandas de rodagem: é a parte do pneu que fica em contato com o solo.

Sulcos: são os espaços entre dos pneus, eles fazem com que o excesso de água escoe. O sulco bem cuidado evita aquaplanagem. Quanto maior, mais aderência, refrigeração, estabilidade e segurança ele possui.

Ranhuras: outro item responsável pela refrigeração dos pneus é a ranhuras – onde o ar passa.

Ombros dos pneus: auxiliam na estabilidade durante as curvas.

Laterais ou flancos: fazem parte do revestimento externo do pneu. Ele absorve as irregularidades do solo como elevações e, também, é responsável por sustentar a carga do veículo.

Quais são os tipos de pneus?

Pneu radial: possui um tipo de construção, onde as laterais e os talões (parte que prende o pneu a roda) são reforçadas, o que mantem o ar que está comprimido, dentro do pneu.

Pneu convencional: são pneus que necessitam do uso de uma câmara de ar no seu interior. Nesse tipo de construção o ar fica comprimido dentro de um receptáculo de borracha.

Também há diferenças quanto ao tipo de terreno:

On-road: são desenvolvidos para ser usado no asfalto. Nesses desenhos a área de contato com o solo aumenta, melhora à aderência e é bem eficiente no escoamento de água.

Off-road: tem características que o permitem ser usado em terra e lama. Ele tem alta frenagem, estabilidade e também possui banda de rodagem mais espaçada, carcaça reforçada e sulcos mais largos.

Misto: é ideal para os dois tipos de solo. O melhor das tecnologias on e off-road são aplicados nesse modelo. Existem muitos veículos SUV com esse tipo pneu, feitos para rodar na cidade, mas adaptados para uma boa estrada de terra.

Pneu run flat: tem reforço estrutural nos flancos, ombros e talões. Ele tem esvaziamento limitado, o que o faz murchar parcialmente, e permite que o veículo rode por alguns quilômetros com baixa pressão.

Você também pode encontrar:

Pneu riscado, reformados ou recauchutado: muito usado por quem deseja economizar na hora da troca. Esses pneus recebem um tratamento estético, muitas vezes de forma muito superficial. Não é recomendado o uso deste tipo de pneu para carros de passeio, pois sua carcaça já sofreu muitos impactos, e pode ser um causador de acidentes.

Pneu de verão: oferece melhor manuseio em temperaturas altas. Ele é composto de borracha rígida e possui maior aderência, também coleta água e a transporta para fora do pneu, de modo que o veículo não flutue.

Pneu de inverno: alguns países exigem o pneu de inverno, eles são conhecidos por M+S. São mais macios e flexíveis. As ranhuras bloqueiam a neve e o gelo para melhorar a tração do veículo. Esse tipo de pneu e o de verão, são comuns em países onde o clima é mais severo.

Dicas garantem mais estabilidade e frenagens mais seguras

Ao fazer a troca do pneu, selecione um modelo que possua descrição maior ou igual ao original indicado pela fabricante do veículo. Evite usar pneus com modelos diferentes no mesmo eixo.

Como manter todos os tipos de pneus em bom estado de conservação?

Rodízio dos pneus: ele previne desgaste irregular e melhora a reserva de combustível. No rodízio de pneu, você os inverte de lugar para que todos tenham o mesmo desgaste. Saiba mais!

Calibragem: mantenha a pressão recomendada no manual do proprietário. Assim, o pneu produzirá menos calor ao atingir o solo. A calibragem correta aumenta a economia do combustível e evita desgaste dos pneus. Saiba mais!

Alinhamento e balanceamento: eles são indicados principalmente quando o carro passa por muitos buracos e irregularidades. Faça-os constantemente! Saiba mais!

Agora que você sabe mais sobre pneus. Conte com a garrapneus.com para cuidar e/ou trocar os pneus do seu veículo!

General Tire lança websérie sobre overlanding

• Com 100 anos de tradição, a General Tire integra desde 1987 o portfólio de marcas do Grupo Continental
• Linha de produtos inclui pneus para light trucks, SUVs e 4×4
• Marca lança websérie para difundir a cultura do overlanding

São Paulo, 22 de setembro de 2020 – General Tire – marca norte-americana integrante do Grupo Continental – anuncia o lançamento da websérie “Expedição General Tire”.

Serão seis episódios, totalizando 880 km percorridos a bordo da Land Rover Defender pilotada pelo trilheiro profissional Ricardo Pocholo.  Até dezembro, ele percorrerá algumas das mais deslumbrantes trilhas da região sudeste do país, como a dos Castelhanos, na Ilhabela; Serra da Bocaina, em Itatiaia; e Delfim Moreira, em Passa Quatro.

O primeiro episódio, já no ar, percorreu 80 Km pela Serra da Balança até a Pedra do Jair, na cidade de São Bento do Sapucaí, fronteira entre os estados de São Paulo e Minas Gerais.  Os desafios da trilha colocaram à prova os atributos de robustez, alta aderência e conforto dos pneus General Tire. Uma aventura até o cume de tirar o fôlego – em todos os sentidos.

Overlanding é uma viagem autossuficiente realizada por terra para destinos remotos normalmente utilizando um veículo off-road, tendo como proposta acampar e apreciar a companhia da natureza. Essa cultura ganhou popularidade nas duas últimas décadas, principalmente pela influência da competição de rali Camel Trophy disputada de 1980 até 2000.

A vocação aventureira  da marca nos inspirou a incentivar o público brasileiro a redescobrir o prazer de sair, de viajar e de descobrir novos destinos a bordo de seus veículos por meio do overlanding. Nosso objetivo é mostrar que calçando pneus General Tire é possível chegar a lugares incríveis enfrentando qualquer tipo de terreno”, explica Caio De Marchi, gerente de marketing da Continental Pneus Mercosul.

A General Tire é uma parceira confiável em todas as condições de direção. No Brasil, seu portfolio de produtos inclui uma ampla oferta de pneus de passeio, all-terrain e mud-terrain, este último, aliás, uma das principais competências da herança norte-americana da marca. São mais de 130 itens oferecidos nos aros 13 ao 20, sendo 30 deles já produzidos na planta da Continental Pneus em Camaçari, na Bahia.

General Tire

Fundada em 1915, a General Tire, com sede em Fort Mill, na Carolina do Sul, pode olhar para trás em uma orgulhosa herança que cobre mais de um século. Desde o início, a marca fabrica pneus para todos os tipos de veículos. A empresa foi adquirida pela Continental em 1987. Operando hoje em todo o mundo, a General Tire produz pneus para carros, caminhões e aplicações industriais, bem como pneus especiais para veículos 4×4.

Você encontra os pneus General Tire na garrapneus.com

Montar pneus novos sem alinhar e balancear?

Desejo montar pneus novos em meu veículo, porém não desejo fazer os serviços de balanceamento e alinhamento. Quais são os riscos?

Os serviços de balanceamento e alinhamento são essenciais. Tenha em mente que, ao optar por Continental, você estará comprando produtos Premium, de alta qualidade e com performance superior. Correr o risco de ter um desgaste irregular nos pneus e, por consequência, uma retirada de serviço prematura, não vale a economia. Reforçamos que desgastes irregulares não são cobertos pela garantia da Continental.

Veículos com problemas de alinhamento ou balanceamento de rodas não só causam desgaste irregular nos pneus, mas comprometem o conforto da viagem e a segurança. Dependendo da severidade do caso, outros componentes da suspensão podem sofrer desgaste prematuro também. O balanceamento das rodas deve ser feito todas as vezes que os pneus forem desmontados e montados, mesmo que os pneus permaneçam os mesmos. Lembre-se que o balanceamento é afetado pela posição do pneu na roda também.

O alinhamento é um parâmetro sensível que perde sua referência com facilidade. O alinhamento sofre com impactos e quedas em buracos, situação muito corriqueira logo é improvável que um veículo consiga manter seu alinhamento em perfeitas condições por longos períodos.

Note que problemas ou falhas em componentes como bandejas, buchas de bandeja, amortecedores, molas, eixos e demais componentes da suspensão afetam os parâmetros de alinhamento dos veículos, o que pode e provavelmente vai causar um desgaste irregular nos pneus, aumentando o do valor do prejuízo.

Não deixe para depois, compre, monte e faça o alinhamento e balanceamento dos pneus e rodas do seu carro na Garra Pneus.

Promoção Mil Motivos Para Viajar da Continental Pneus

Seleção Continental de Hotéis é uma plataforma onde você pode acumular créditos para obter descontos em suas reservas dentro dela. E a Continental te dá 1.000 reais em crédito para descontos.

Os descontos são oferecidos conforme a política de cada estabelecimento e podem variar.*

São + de 6,3 mil hotéis só no Brasil;

Além de hotéis, a plataforma permite reservar carros, pacotes, transporte e muito mais;

O crédito total de 1.000 reais será disponibilizado de uma única vez, através de um único código;

Os descontos vão sendo abatidos do saldo disponível no perfil de cada usuário.

​Dá tempo de se programar, você terá o período de 1 ano para utilizar seu código.

*Descontos aplicados conforme política de cada estabelecimento. Consulte os descontos no site www.selecaocontinentaldehoteis.com.br

Condições para uso da oferta:

Valor garantido: As tarifas que serão apresentadas no site www.1000motivoscontinental.com.br serão cotadas na moeda Real brasileiro. Quando processado, o valor será apresentado na fatura do cartão de crédito em dólar, porém o valor será exatamente o equivalente ao valor apresentado em real.

Por se tratar de um site internacional, as compras estão sujeitas a cobrança de IOF de acordo com as taxas e impostos brasileiros.

Dá tempo de se programar, você terá o período de 1 ano para utilizar seu código. Até dezembro de 2021

Você deverá ativar seu código na plataforma www.1000motivoscontinental.com.br para utilizar ao longo desse período.

Você tem até 06 de dezembro de 2021 para ativar seu código na plataforma www.selecaocontinentaldehoteis.com.br e utilizá-lo ao longo desse período.

VEJA COMO É FÁCIL PARTICIPAR

Compre* 4 pneus Continental acima do aro 14, ou General Tire para caminhonete e SUV – linha Grabber.

Realize os serviços de montagem, alinhamento e balanceamento e guarde seu cupom fiscal e o voucher que receberá da loja participante.

No momento da compra, o vendedor da Continental lhe enviará um e-mail com o código de participação. Você precisará dele para se cadastrar.

Cadastre-se aqui, em até 15 dias após a sua compra, informando seus dados pessoais, o código disponível no voucher que recebeu na loja e uma foto de seu cupom ou nota fiscal.

Seus dados serão validados e no prazo de até 5 dias úteis e você receberá, no e-mail cadastrado, um voucher com o código e instruções para utilização.

Caso tenha dúvidas, você pode conferir o regulamento completo.

* loja física Continental participante da promoção;

* período de participação 01/09/2020 a 21/11/2020.

Marcações do pneu

Como ler as medidas do pneu

Está vendo essas marcas na lateral do pneu? São abreviações diversas de informações importantíssimas do pneu. Você pode encontrar por exemplo o nome do modelo do pneu, obviamente, mas isso é apenas o começo. Há também uma sequência de números detalhando o índice de carga, classificação de velocidade, tamanho do pneu, construção e muito mais.

Por que exatamente essas marcações são tão importantes? Esta informação é necessária quando chegar da troca do pneu. Todo motorista quer manter a segurança e o desempenho ideais ao comprar pneus novos; entender as marcações da parede lateral é uma maneira eficaz de conseguir exatamente isso.

Como exemplo, vamos começar com a seguinte sequência de marcações do pneu: 225/45 R 18 95 H

Largura do pneu
O primeiro número a aparecer na sequência é “225”. Este número é a largura nominal do pneu (em milímetros) de uma parede lateral para a outra.

Altura do pneu
Após a barra, o próximo número na sequência é “45”. Esse número é a altura do pneu em percentual, representa uma porcentagem da largura do pneu. Calculamos esse número dividindo a altura da seção do pneu pela largura da seção do pneu. Portanto, se um pneu tiver uma proporção de 45, isso significa que a altura do pneu é 45% de sua largura.

Construção
A seguir, em nossa série sobre marcações no pneu, há uma letra em vez de um número. Esta letra indica o tipo de construção usada na carcaça do pneu, que em nosso exemplo é “R” para construção radial. Outros exemplos são “B” ou “D” para construção diagonal.

Os pneus radiais são hoje os pneus mais comuns na estrada. Eles são chamados de radiais porque as fibras/cordões internos do pneu são orientados em uma direção radial, de um lado para outro no talão, perpendicularmente à direção de rotação do pneu.

Diâmetro
O número “18” em nosso exemplo, representa o diâmetro do aro da roda em polegadas.

Índice de carga
O número após o diâmetro do aro, representa o índice de carga. No nosso exemplo, “95” é um código para a carga máxima que um pneu pode suportar quando totalmente cheio. Os pneus da linha leve (passeio) têm índices de carga que variam de 75 a 105, onde cada valor numérico corresponde a uma capacidade de carga específica. A capacidade de carga para cada valor é descrita em uma tabela de índice de carga na documentação do seu veículo ou pneu.

Índice de velocidade
Por último, chegamos á classificação do índice de velocidade. Letras que variam de A a Z representam a classificação de velocidade. Cada letra indica a velocidade máxima que um pneu pode suportar com a capacidade de carga recomendada. No nosso exemplo, “H” é equivalente a uma velocidade máxima de 209 km / h (130 mph). Mesmo que um pneu seja capaz de funcionar com essa velocidade, os motoristas não devem exceder os limites legais de velocidade.

Marcações adicionais
Após essa sequência de informações, pode haver outras letras ou símbolos.

No nosso exemplo, eles indicam o seguinte:

07 – Pneu autônomo com tecnologia “Run Flat”;
08 – Equipamento original Mercedes;
09 – Adequado para condições com lama e neve;
10 – Atende às normas de segurança de veículos a motor do Departamento de Transporte;
11 – Semana da Fabricação;
12 – Ano de Fabricação.

Por que alguns pneus têm três sulcos e outros quatro?

Os sulcos são canais localizados no sentido tangencial da banda de rodagem do pneu e sua função principal é escoar a água para evitar aquaplanagem. Eles também são responsáveis por garantir a aderência do pneu à pista e essenciais para garantir uma frenagem segura em pista molhada.

PowerContact 2 com três sulcos

Mas muitos consumidores se surpreendem ao encontrar o mesmo modelo de pneu com um número diferente de sulcos e pensam ter sido enganados ou se tratar de uma falsificação. Nada disso é verdade. Então, por que essa diferença de total de sulcos ocorre?

Rafael Astolfi – gerente de assistência técnica da Continental Pneus, fabricante de pneus de tecnologia alemã – explica que o projeto de construção de um pneu leva em consideração diversas variáveis, os sulcos sendo apenas uma delas.

Há, também, pneus direcionais especializados em pista molhada que possuem apenas um grande e profundo sulco que escoa a água com a ajuda de sulcos laterais em ângulo. Apesar de bem adaptados para uso em pista molhada, pecam em outros aspectos por esta especialização.

Entretanto, não pense que um pneu cheio de sulcos teria somente vantagens. “Esse excesso causaria um desgaste acelerado e deixaria o produto muito mais barulhento”, alerta o especialista.

PowerContact 2 com quatro sulcos

Sobre a importância dos sulcos, Rafael Astolfi destaca as informações apuradas em um estudo conduzido pela Continental na Alemanha reunindo pneus de diversas marcas na dimensão 205/55 R16 rodando sobre uma pista molhada (9 mm de água).

Por que verificar a pressão dos pneus?

Você deve verificar a pressão dos pneus pelo menos uma vez por mês.

  • Dicas rápidas: Como verificar a pressão do pneu?
  • Você terá uma leitura mais precisa se verificar a pressão quando os pneus estiverem frios.
  • Consulte o manual do veículo para saber a pressão recomendada para os pneus dianteiros e traseiros.
  • Use um calibrador confiável para pressurizar os pneus, com manômetro funcionando corretamente.
  • Faça a leitura da pressão (PSI) em cada pneu e compare com o manual do veículo.
  • Ajuste a pressão mais alta ou mais baixa de acordo com a pressão recomendada para seu pneu, levando em consideração a carga do seu veículo.

Muitos acidentes são causados por pneus com pouca pressão. Se você ainda não está verificando seus pneus, é hora de começar a verificar seus pneus todos os meses. Você economizará dinheiro e poderá salvar vidas.

Uma vez a cada poucos meses é suficiente? Não, não é. Existem muitas razões pelas quais você precisa verificar a pressão dos pneus regularmente.


Economize. Os pneus se desgastam mais rápido se estiverem com pouca pressão e de forma irregular se estiverem com muita pressão – por isso, nos dois casos, você precisará comprar pneus novos com mais frequência. O cuidado adequado estabiliza a estrutura do pneu e pode prolongar a vida média de um pneu em incríveis 7.500 km. Você também economizará combustível: se os pneus estiverem com pouca pressão, o veículo consumirá mais combustível por quilômetro percorrido e, assim, alcançará menor quilometragem.


Desfrute de um passeio mais confortável. Pneus inflados adequadamente influenciam a capacidade de resposta do veículo, seu manuseio e desempenho. O que nos leva ao próximo ponto.


Segurança em primeiro lugar. Se os pneus estiverem com pouca ou muita pressão, a dirigibilidade é afetada. A dirigibilidade torna-se lenta se os pneus estiverem com pouca pressão e perigosos se estiverem com muita pressão, especialmente se você estiver fazendo curvas em alta velocidade. Distância de parada, aderência de frenagem e estabilidade direcional são afetadas. À medida que os pneus lutam para permanecer na estrada, o calor se acumula, tornando as explosões mais prováveis e aumentando as chances de um acidente grave.


Considere o meio ambiente. Se os pneus do seu carro estiverem com pouca pressão, de apenas 4 PSI a menos, a resistência ao rolamento é aumentada. Assim, seu veículo consumirá cerca de 1,5% mais combustível e, portanto, liberará mais CO2. Calibragem adequada significa um equilíbrio perfeito entre segurança máxima e economia de combustível. Seus pneus durarão mais e você reduzirá a emissão de carbono.


Como verificar a pressão dos pneus?

A pressão dos pneus é expressa PSI (pounds per square inch). Baseia-se no peso e no tamanho de um veículo e é importante usar exatamente a pressão recomendada pelo fabricante para o seu veículo. Isso garantirá segurança e desempenho ideal.

Verifique a pressão a cada duas a quatro semanas e sempre antes de partir em viagens mais longas ou se estiver carregando cargas adicionais.


Pneus frios. Você obterá uma leitura mais precisa se verificar a pressão quando os pneus estiverem frios, antes que a temperatura externa suba e os pneus sejam expostos à luz solar direta. Se a temperatura externa aumentar 10 graus Fahrenheit, a pressão dos pneus aumentará 1 PSI. No inverno, em alguns climas, os pneus podem sofrer uma queda de até 5 PSI


Consulte o manual do veículo. Identifique a pressão recomendada pelo fabricante do veículo para os pneus dianteiros e traseiros. Esta é a quantidade mínima de pressão de ar necessária em pneus frios para apoiar o seu veículo. Você provavelmente verá duas figuras, uma para uso normal e outra para cargas completas; será algo como “35 PSI”. Você encontrará isso no manual do veículo no carro, dentro da tampa do depósito de combustível ou no batente da porta do motorista. Caso não encontre, consulte a concessionária, montadora ou profissional qualificado.


O manômetro. Use um manômetro confiável e preciso para pneus, você pode comprar um em um revendedor de autopeças ou encontrar em postos de gasolinas de forma gratuita. Existem os medidores digitais, que são operados por bateria, ou medidores do tipo bastão mais tradicionais.


Verifique a pressão dos pneus. Remova a tampa da válvula de ar do pneu e a guarde. Coloque o manômetro na válvula do pneu, pressione-o com rapidez e firmeza até que o som da fuga de ar pare. O manômetro no agora mostrará uma leitura do PSI. Compare isso com a recomendação do fabricante.


Ajuste a pressão. Se a leitura estiver acima da recomendação, empurre a válvula para deixar sair um pouco de ar. Você pode fazer isso algumas vezes até que o manômetro mostre a leitura correta. Se a leitura do PSI estiver abaixo da recomendação, use um compressor de ar (o calibrador no posto de gasolina, se você não possui um) para encher o pneu com ar até atingir o nível correto. Recoloque a tampa da válvula firmemente e repita o processo com os três pneus restantes, mais o estepe.

Nova Fiat Strada chega ao mercado equipada com pneus PowerContact 2 da Continental

  • Picape líder em vendas na sua categoria, a Nova Fiat Strada optou pela economia, conforto e segurança entregues pelo PowerContact 2
  • Modelo da fabricante alemã de pneus foi desenvolvido para atender as duras demandas das ruas e estradas brasileiras

São Paulo, 06 de julho de 2020 – Líder absoluta de sua categoria há duas décadas, a Nova Strada, da Fiat, teve sua edição 2021 lançada no Brasil no final de junho tendo como equipamento original o PowerContact 2 da Continental, nova geração do carro-chefe de vendas da fabricante de pneus de tecnologia alemã. Aguardada pelo público, a segunda geração da picape chega ao mercado totalmente reformulada, mas ainda mais robusta, tecnológica e segura.

Totalmente desenvolvido para atender o consumidor brasileiro e para suportar as duras demandas das ruas e estradas do país, o PowerContact 2 é produzido na fábrica da Continental em Camaçari, na Bahia. O novo conceito empregado em sua construção e em sua carcaça proporciona uma maior área de contato da banda de rodagem com o solo e possibilita que o novo pneu da Continental ofereça uma quilometragem superior a 20% em relação aos seus principais concorrentes, além de um rodar econômico, silencioso e confortável.

“Nossos pneus estão presentes em diversos modelos da Fiat, como o Uno, Mobi, Toro, Argo e Grand Siena ATT. Após uma longa série de testes, a Nova Strada é a primeira homologação do PowerContact 2 na FCA”, comenta Thaís Oliveira, gerente de vendas de equipamento original de pneus de passeio da Continental Pneus.

Cobrindo dos aros 13 ao 16, o PowerContact 2 está disponível para comercialização em 14 opções de medidas, tornando-se uma opção perfeita para atender os principais veículos que integram a frota nacional.

Este Blog é pra você!

É com muito carinho que iniciamos esse blog que tem o intuito de compartilhar um pouco mais de informações, dos nossos produtos e da nossa experiência de mais de 20 anos de mercado. Traremos aqui algumas dicas, curiosidades e tudo o mais que acharmos interessante. Esperamos que gostem e participem! Bem vindos!!! 😉